sábado, 2 de junho de 2012

COMPREENSÃO

Hoje eu vi a lua
Ela era redonda
Branca
Cintilante.
Hoje eu te vi na lua
Sorrindo,
Acenando,
Querendo.
Hoje eu chorei no chão
Porque não conseguiria chegar lá.
Hoje eu entendi
Que a distância é real
E o peso da alma,
Determinante.

10 comentários:

Evandro L. Mezadri disse...

Bela obra, Gisa!
Gostei muito de suas palavras.
Grande abraço e sucesso!

Palavras disse...

Que lindo Gisa!

A distância é mesmo real!

Beijos e ótimo fim de semana!

Leila

Inaie disse...

linda poesia, mas as vezes, se fecharmos os olhos e desejarmos com força, a distancia deixa de ser real e somos transportados para o mundo do "pode tudo"...

Sonhadora disse...

Minha querida

Passando para deixar um beijinho com carinho e desejar um bom fim de semana.

Sonhadora

Andradarte disse...

Belo pensamento.....
Bom Fim de Semana
Beijo

Rogério Pereira disse...

Determinante?
Não é nada. Vá, sê bonita
levita
Chegas cá num instante...

Álvaro Lins disse...

Como não sei fazer versos, venho deliciar-me com os teus:)
Bjo

Flor de Jasmim disse...

Gisa
Forte e determinante!

Beijinho e uma flor

Ana Andreolli disse...

adoro poesias ritmadas, me dão vontade de cantar.

รяª Nathalia disse...

Distância machuca.